PROA NAS SAÍDAS A CAMPO
Clique-para-ampliar

Um dos objetivos do curso do PROA é atuar na premissa de que "ninguém preserva o que não conhece", desta maneira as aulas teóricas e também saídas de campo são importantíssimas para a formação destes protetores.

Desta forma, o calendário letivo, ao longo dos 8 meses de vivência, abriga diversas visitas à locais que figuram a temática ambiental. São unidades de conservação, projetos de proteção animal, áreas de fragilidade ambiental, belezas naturais da região, entre outros. São exemplos: a Pedra do Índio de São Miguel (Gravatal/SC),
 o Parque Estadual do Rio Vermelho e o Projeto TAMAR na Lagoa da Conceição (Florianópolis/SC), praia do Gravatá (Laguna/SC), entre outros.

A trilha realizada na Pedra do Índio de São Miguel leva em média 1h30min, passa por mata fechada e escaladas íngremes, até a vegetação mais rasteira, característica de topo de morro, ao final, encontra-se a Pedra do Índio. A trilha é famosa pela visão panorâmica dos municípios do entorno, também é possível ter uma visão da Serra Geral e da Serra do Mar.

O Parque Estadual do Rio Vermelho (PAERVE) 
foi criado com o objetivo de conservar amostras de Floresta Ombrófila Densa (Mata Atlântica), conservar a vegetação de restinga, conservar a fauna associada ao domínio da Mata Atlântica, manter o equilíbrio do complexo hídrico da região, propiciar ações de recuperação dos ecossistemas alterados e proporcionar a realização de pesquisas científicas e a visitação pública.

O PAERVE abriga o CETAS, que é o Centro de Triagem de Animais Silvestres, que são vítimas do comércio ilegal de animais, torturados entre outros. O objetivo do CETAS é reabilitar os animais apreendidos para retornarem à vida livre. Porém, os animais que não têm condições de retornar à natureza são alocados no Parque e tem atenção e tratamento durante toda a vida.

A praia do Gravatá fica localizada no litoral sul catarinense e se encontra bem preservada.

Links relacionados:


http://www.fatma.sc.gov.br/conteudo/parque-estadual-do-rio-vermelho
http://www.tamar.org.br/centros_visitantes.php?cod=8



Confira nas fotos de como foi a experiência.

 

 

 Galeria de fotos