Clique-para-ampliar
Coleta seletiva em Braço do Norte completa um ano
Clique-para-ampliar
A Coleta Seletiva de Braço do Norte completa nesta terça-feira, 07/01, um ano com mais de 460 toneladas de materiais recicláveis recolhidos.

Pioneira na região e inspirada no modelo de Balneário Camboriú, a Coleta Seletiva implantada em Braço do Norte já serviu de exemplo para os municípios de Laguna e Imbituba, além de ser tema de matéria veiculada na imprensa de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina.

Todo o processo de recolhimento, separação e destinação são realizados pela Racli com a supervisão da Fundação do Meio Ambiente (Funbama) e da Secretaria de Infraestrutura, que acompanham e fiscalizam toda a logística. O destino final é o Centro de Triagem, localizado na Avenida Getúlio Vargas, que além das funções ambientais gera empregos e renda no Município.

De acordo com o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, a média mensal de coleta de material reciclável é de 38,93 toneladas. “Os números deste nosso primeiro ano são considerados muito bons e a população tem colaborado, mas podemos aumentar ainda mais a coleta de resíduos sólidos recicláveis, diminuindo os resíduos sólidos enviados ao aterro sanitário e, por consequência, os custos com transporte e com o próprio aterro”, explica.

Conforme Beto, o trabalho realizado pela Funbama, através do presidente Robson Fabichaki, e pela Secretaria de Infraestrutura, através do secretário adjunto Allan Lopes Prudêncio, é de extrema importância. “Para se ter uma ideia, os caminhões que fazem a coleta seletiva têm a rota monitorada por GPS, o que permite que os gestores da coleta saibam onde os caminhões passaram e se deixaram alguma rua para trás, fazendo com que haja correção da rota”, esclareceu.

Muito esperada pelos moradores, a Coleta Seletiva é uma das prioridades da administração municipal, sendo sua implantação um compromisso da gestão. “Ela foi feita com muito cuidado, muitos estudos, as pesquisas aconteceram durante dois anos, e ainda assim pode sofrer adaptações ao longo de sua implantação. Quero aqui mais uma vez relembrar o ex-vereador Martinho Guilherme Oenning, pioneiro e engajado no pensamento da coleta seletiva, que não está mais entre nós, mas que deixa este legado”, comentou Beto.

Além de diminuir a quantidade enviada ao aterro sanitário, nosso município ainda gera menor quantidade resíduos do que a média para o estado de Santa Catarina, que fica em 0,700 kg por habitante por dia, em Braço do Norte, somando resíduos recicláveis e convencionais, estamos em uma média de 0,592 kg por dia, neste ano de 2019. Isto se deve também à destinação dos resíduos orgânicos em composteiras e hortas, que é outra forma de reaproveitamento de resíduos.

Os mapas e itinerário da rota da coleta seletiva estão disponíveis no site da Funbama e Racli.
 
No site da Racli também é possível encontrar o itinerário da coleta convencional. http://www.funbama.com.br e http://www.racli.com.br/horarios-de-coleta


As reclamações sobre a coleta seletiva e coleta comum podem ser realizadas através da ouvidoria www.bracodonorte.1doc.com.br ou pelos telefones 3658-5009 (Secretaria de Infraestrutura) ou 3658-5110 (Funbama).



 Galeria de fotos